Blog - Juliana Rabelo
Visite o portfólio!

Pesquisar

Como fazer detalhes brancos na aquarela

dezembro 11, 2018 Falando de tutoriais, Equipamentos

Juliana Rabelo - detalhes brancos na aquarela. 2018 © todos os direitos reservados.

Olá! 🙂 Esse é um post sobre alguns dos materiais que uso para fazer os detalhes brancos nas minhas aquarelas. Se você me acompanha há mais tempo, deve lembrar que eu já escrevi sobre isso por aqui, né? Como eu acabei incluindo novos materiais (e também excluindo outros) no meu repertório, decidi fazer uma versão atualizada, com aplicações mais interessantes de observar os efeitos, além da minha visão comparativa e dicas de lugares pra comprar. Vai ficar meio longo, mas espero que seja útil! 🙂

Elenco de materiais

Juliana Rabelo - detalhes brancos na aquarela. 2018 © todos os direitos reservados.

Da esquerda pra direita: os lápis de cor Polychromos, Goldfaber, Supersoft e Albrecht Dürer (todos Faber-Castell); carvão branco Gioconda; caneta giz (utilizada em artesanato); caneta gel; Posca; e guache Talens.

Experimentos

Juliana Rabelo - detalhes brancos na aquarela. 2018 © todos os direitos reservados.
Juliana Rabelo - detalhes brancos na aquarela. 2018 © todos os direitos reservados.

Também da esquerda pra direita, os materiais utilizados foram: Posca; lápis de cor Albrecht Dürer (aquarelável); caneta carvão (epic fail); caneta gel; lápis de cor GoldFaber; carvão branco; guache.

Os meus favoritos são os lápis de cor – na minha visão, eles oferecem a cobertura sem destoar demais da linguagem da pintura, além de ter uma textura mais delicada que o carvão branco. Se você está procurando um material que ofereça 100% de cobertura, invista na caneta Posca! E pra quem busca algo mais flexível, que pode oferecer tanto transparência quanto opacidade, além de permitir variações na espessura da linha quando usada com pincel, seu material é uma boa guache.

Eu preparei uma pintura com bastante pigmento, pra que os efeitos dos materiais brancos pudessem se sobressair bastante. Agora, vamos supor que você queira aplicar esses mesmos detalhes brancos em uma pintura de valor mais alto, mais transparente:

Juliana Rabelo - detalhes brancos na aquarela. 2018 © todos os direitos reservados.

Percebe que só as canetas (Posca e gel) e a guache têm a opacidade necessária para se sobreporem à uma camada de tinta mais transparente? O lápis de cor Albrecth Dürer ainda deu algum resultado, mas o Goldfaber já não se evidencia tanto. E nem preciso comentar sobre a caneta giz, né? 🤦‍♀️

Então, as opções básicas pra conseguir os efeitos com branco são: trabalhar com a tinta da pintura mais pigmentada, e/ou investir em materiais de maior cobertura.

Comparação entre os lápis de cor

Juliana Rabelo - detalhes brancos na aquarela. 2018 © todos os direitos reservados.

Separei uma página do sketchbook pra testar as quatro linhas de lápis de cor da Faber-Castell que tenho aqui em casa: os profissionais Albretch Dürer (aquarelável) e Polychromos (comum), o semiprofissional Goldfaber e o escolar Super Soft. Acho que na foto não fica muito clara essa diferença, especialmente entre o Goldfaber e o Supersoft, mas a maciez da linha profissional é inacreditável; pra conseguir esse efeito com os outros lápis, eu precisei aplicar bem mais força no traço.

Juliana Rabelo - detalhes brancos na aquarela. 2018 © todos os direitos reservados.

As linhas profissionais lápis de cor oferecem a possibilidade de comprar a cor avulsa, e aí nem precisa comprar a caixa inteira se você só quiser o branco. 🙂

E a aquarela branca?

As minhas experiências com aquarela branca foram todas frustrantes, porque ela não tem opacidade suficiente pra cobrir a área pintada, então o que ela faz é uma espécie de “meleca” em cima da pintura. Fun fact: a frustração foi tão grande, que eu não guardei nenhuma tinta branca de aquarela comigo, então nem tive como fazer uma demonstração pra mostrar aqui.

No outro post, eu mostrei também a acrílica e o nanquim branco; parece que a Ecoline (aquarela líquida) branca também tem uma cobertura legal, mas não testei.

Onde comprar?

Aqui em Fortaleza, dá pra encontrar muita coisa na CD Max, na Uniart, na N Office e na Mormaço. Se na sua cidade não tem loja de material artístico, você pode dar uma olhada nesse post pra ter opções de lojas virtuais! 🙂

Juliana Rabelo - detalhes brancos na aquarela. 2018 © todos os direitos reservados.

Ufa! Acho que escrevi tudo.

Ficou grandão, mas espero que sirva pra ajudar você de alguma forma. 🙂 Se tiver ficado qualquer dúvida, deixa aqui nos comentários ou me manda um e-mail! E se você conhece algum outro material que é ótimo pra fazer esses detalhes, divide com a gente também! 🙂


Plantinhas

dezembro 04, 2018 Falando de aquarela, Experimentos, processo

Juliana Rabelo - plantinhas - 2018

No último final de semana, eu me prestei a fazer uma coisa que estava protelando há tempos: comprar adubo, ferramentas e novos vasos para cuidar das minhas plantinhas. Parece bobo, mas quando eu me sentei no chão de casa pra arrumar tudo, era a pessoa mais feliz do mundo.

Depois de um tempo considerável atordoada entre trabalhos, estudos, demandas profissionais e conflitos da vida adulta/pessoal, estava com saudade de desenhar e pintar só pra mim – e o que isso significa: abertura para experimentos e testes, possibilidades de “errar”, além do fato privilegiado que é desenhar só por desenhar. ♥

Queria deixar registrado no papel esse sentimento gostoso que ficou em mim depois de dedicar horas às minhas plantinhas, e daí saiu essa ilustração. 🙂

Um pouco do processo

Estou gostando muito de trabalhar com camadas na aquarela, e nessa ilustração quis fazer alguns experimentos na base da pintura, antes de adicionar cores específicas: preparei uma camada de amarelo e sobrepus algumas texturas de respingo e rastro do pincel. 

Inclusive gostei muito de usar os pincéis chatoleque, que geralmente ficam encostados no estojo, pra obter esses efeitos.

Uma coisa muito legal sobre essa base da pintura é que depois você não precisa fazer um trabalho muito complexo de harmonização das cores individualmente, porque elas acabam “absorvendo” a informação da camada de baixo, e acabam se ambientando “sozinhas” na pintura.

Resultado final

Gostei tanto do efeito das texturas da base, que quis repetir com o lápis de cor também. Fiquei bem feliz com o resultado!

Agora estamos decidindo se a ilustração deve ficar exposta do lado de fora, na entrada do nosso apartamento, junto com parte das plantinhas; tô com um misto de vergonha por expor meu trabalho, e também pensando que talvez possa soar meio egoísta ter um desenho onde só “eu” apareço; tô achando que vou acabar fazendo outras peças, com os outros moradores da casa, pra pendurar tudo junto. :~)

(Que saudade de publicar nesse blog! ♥)


Panqueca de banana + calda de morango

agosto 07, 2018 Falando de Receita ilustrada

Sábado é meu dia favorito da semana! Eu sempre acordo inspirada pra cozinhar coisas gostosas no café da manhã e, nesse último que passou, eu acordei com muita vontade de fazer uma calda de morango pra incrementar minha cotidiana panqueca de banana – afinal, não é todo dia que você encontra bandeja de morango por R$5 no supermercado aqui em Fortaleza, né?

Eu fiquei tão apaixonada pelo resultado, que resolvi compartilhar a receitinha aqui com vocês! Com a paixão adicional pela aquarela e a instigação pós-curso de estudar bastante, saiu mais uma receita ilustrada aqui no blog! Xeu mostrar pra vocês como faz tanto a panqueca quanto a calda:

A receita da panqueca é da minha nutricionista, na verdade, e faz parte do meu plano alimentar. Eu gosto dela assim, sem açúcar nenhum, porque a banana já é bem docinha <3 Antes eu fazia com farinha de trigo no lugar do farelo de aveia (não confundir com farinha de aveia nem com aveia em flocos), mas o farelo me dá uma sensação de saciedade maior! Essa proporção serve uma pessoa, tá? É o que eu geralmente como antes de ir pra academia 🙂 famoso ~pré treino~

E agora, a parte que parece difícil (mas nenhé!): a calda de morango ♥ se você é que nem eu, que gosta de otimizar o tempo na cozinha, o meu conselho é você fazer primeiro a calda, e deixar ela cozinhando enquanto faz a panqueca (que fica pronta rapidinho!). Quando eu fiz, meus morangos tavam bem azedinhos, e coloquei também um pouquinho de mel (além do açúcar) pra dar uma adocicada; só que ficou doce demais, e fui colocando água aos pouquinhos pra dar uma diluída no doce! hahaha! Sobre o uso do óleo, eu coloquei pensando em acelerar o processo de cocção – já vi a Jess fazer calda sem óleo nenhum, só no combo açúcar + água. Ah! Essa receita deu pra duas panquecas 🙂

Ilustrações!

Agora deixa eu mostrar pra vocês um pouquinho de como nasce uma receita ilustrada?

Eu sempre registro todas as ideias num sketchbook, geralmente usando miniaturas, só pra não esquecer. Depois disso é que ponho a mão na massa! Eu já sabia que queria os nomes principais escritos à mão, daí fui testando numa folha de rascunho até encontrar alguma coisa que me agradasse.

E agora deixa eu me gabar das ilustrações que fiz pras receitinhas! 😀 Fiquei muito orgulhosa especialmente dos morangos e dos ovos (sempre é aquela treta representar alguma coisa branca na pintura, né?), tudo feito com aquarela no papel prensado à quente da Canson (Moulin du Roy).

Pra passar as pinturas e letterings pro computador, eu uso um scanner velhinho que já me acompanha há pelo menos dez anos, e depois edito tudo no photoshop! 😀 Clicando aqui, você pode ler o post que fiz explicando como digitalizo e trato minhas aquarelas usando scanner 🙂

~

Eu sei que a mistura é meio inusitada, mas eu passei uma colher de pasta de amendoim e depois uma colher de calda de morango, e olha, achei muito bom. Na companhia de um café quentinho e assistindo sua série favorita no sofá, essa é a minha maneira preferida de começar o final de semana. :~)


Páginas123... 126»

Curso de Aquarela

<div class="titulo curso-de-aquarela"><h6>Curso de Aquarela</h6></div>

Mora em Fortaleza e quer aprender aquarela? Eu ofereço turmas regulares no Estúdio Daniel Brandão. Clica aqui pra saber mais! ;)

Ju Rabelo na sua cidade!

<div class="titulo ju-rabelo-na-sua-cidade"><h6>Ju Rabelo na sua cidade!</h6></div>

Quer uma oficina de aquarela na sua cidade? Então clica aqui pra cadastrar seus dados! :)

Receba as atualizações no seu e-mail! Assine abaixo e fique sempre por dentro das novidades:


Juliana Rabelo • todos os direitos reservados © 2018 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por