Como usar pincel com reservatório - Juliana Rabelo
Visite o portfólio!

Pesquisar

Como usar pincel com reservatório

maio 19, 2015 Falando de tutoriais

O pincel com reservatório é um item artístico extremamente prático: por conter reservatório, pode ser facilmente transportado e utilizado para técnicas secas ou úmidas. Falei brevemente sobre ele no post sobre aquarela de bolso, mas hoje falo mais aprofundadamente sobre esse pincel, ensinando duas formas básicas de uso e tecendo meus prós e contras sobre ele.

Eu conheço apenas duas marcas que possuem o pincel com reservatório para venda: a Sakura (Koi) e a Pentel (Aquash); nesse post, utilizo o da Pentel, que comprei em uma viagem para fora do Brasil há algum tempo. Nunca usei o da outra marca, mas acredito que não existam grandes diferenças.
O pincel vem montadinho na caixa: você só precisa desmontá-lo; basta desrosquear (esse termo existe?) a ponta do corpo e encher o corpo (que é o próprio reservatório) com o que você quiser. No tutorial de hoje, ensino a utilizar o pincel com tinta e com água.

Pincel com reservatório + tinta

Não tem muito segredo: eu coloquei um pouco de aquarela preta, enchi o tubinho com água (colocando embaixo da torneira, mesmo) e agitei até ver que a mistura ficou uniforme. Depois, é só ir apertando devagarzinho até você perceber que a tinta chegou nas cerdas.

Usar o pincel com a mistura de tinta + água é bacana para fazer caligrafias, arte-finalização e pinturas uniformes. Como a mistura já está formada dentro do reservatório, é como se você estivesse pintando com uma tinta “infinita” e bem estável.
Pincel com reservatório + água

Aqui, é bacana usar com aquarelas em pastilha ou com os lápis de cor aquareláveis (ensinei como usá-los nesse post). Você pode passar o pincel na ponta do lápis, ou passar em cima de um desenho já feito sobre o papel; à medida que a água for descendo pelas cerdas, ela se espalhará no conteúdo.

Prós e contras

Prós:
+ Muito prático. Ele vem com uma tampinha, impedindo que o conteúdo do reservatório manche o lugar em que o pincel esteja guardado. Além disso, é bem fácil de levar na bolsa e poder praticar aquarela (ou caligrafia, ou arte-final) onde quer que você esteja.
+  A água nunca fica suja! <3 se você usar ele com água limpa dentro, claro.
Durabilidade: esse é o tipo de pincel que aguenta trancos e barrancos. Por ser de plástico e ter cerdas de nylon, ele não estraga fácil como um de madeira, por exemplo, que apodrece se esquecemos de secá-lo devidamente.
Contras:
– Acho que esse tipo de pincel vicia o estudante de aquarela, pelo menos. Como a água escorre invariavelmente, você sempre vai conseguir fazer um “degradê” com os tons.
Imprevisibilidade: no entanto, não é sempre que você quer que a água escorra na sua pintura, e isso pode acabar gerando manchas não planejadas.
– O pincel com reservatório pode bloquear os estudos no sentido do uso da água.
Eu, particularmente, só uso esse pincel quando vou sair e sei que vou enfrentar longas filas de espera; aí levo meu equipamento de bolso sem muitas pretensões. Mas eu não indico esse pincel, de modo algum, para quem está se iniciando nos estudos de aquarela, pelas razões que citei acima. É muito importante que a gente adquira a sensibilidade de dosar a água nas misturas, e esse pincel – na minha opinião – não ajuda muito nisso.

Ou seja: é um equipamento bacana de se ter para experimentar, testar coisas novas e levar no bolso quando tiver intenção de praticar fora de casa. Mas não para usar nas pinturas “pra valer”, pois ele é extremamente imprevisível.

Espero ter esclarecido todas as dúvidas de vocês sobre o pincel com reservatório! 🙂 se vocês têm ainda alguma dúvida, ou algo a adicionar ou contestar, é só deixar aqui nos comentários. E se esse conteúdo foi útil pra você, dá um like e chama os amiguinhos pra ver, assim você apóia meu trabalho e me motiva a produzir mais conteúdo.
Me acompanhe nas redes: facebook + instagram + youtube



Comente pelo Facebook

Ou comente por aqui:

CommentLuv badge

22 Respostas para "Como usar pincel com reservatório"

bia reys - 19, maio 2015 às (03:51)

comprei o da sakura, há dois meses. De princípio, achei ele um máximo, mas logo notei bem isso o que tu comentastes sobre o excesso de água caindo nas cerdas. :/ mas aí, a mumia aqui enfiou ele dentro de um pote que tinha água e um pincel com verniz…. ¬¬ as ponta dele ficou grudenta e ficou uma porcaria pra usar, claro. nem passando sabonete pra limpar aquilo… mas ainda pretendo comprar um novo pra usá-lo pra tipografias, como sugeristes. 🙂

Responder

Priscilla Nunes - 19, maio 2015 às (04:04)

Eu já tive o da Sakura, mas não gostei… Tive dois tamanhos diferentes, e os dois morreram rápido da mesma forma:de uma hora para outra pararam de passar a água. Tenho os três tamanhos do da Pentel, e já há algum tempo morro de vontade de colocar nanquim ou ecoline no reservatório… Mas tenho medo de os pigmentos entupirem o pincel de vez… Ainda vou pensar um pouco antes de baixar a louca.

Responder

Marianita - 19, maio 2015 às (04:16)

Morro de vontade de comprar esse pincel, mas ainda não encontrei aqui no Rio, e eu sei que tem, né?

Qd puder, faz um post sobre conservação de pinceis. Por mais que eu tenha cuidado, os meus estão ficando c os pelinhos abertos. Dá uma dó 🙁

Responder

Amanda Salinas - 19, maio 2015 às (13:39)

Nossa! Que legal esse pincel, nunca tinha visto. Adorei <3

Responder

Thiciana Sasse - 19, maio 2015 às (16:37)

Adorei a dica, já vi uma amiga usando e realmente, acredito que é só para "quebrar o galho" pra pintar fora de casa mesmo. Parece que a Caran d'Ache também fabrica. Se não me engano vi na Casa do Artista.

Responder

Cajila Barbosa - 20, maio 2015 às (14:09)

Adorei o post (como nunca comentei por aqui, Jesus?)! Adoro usar o pincel com reservatório mas, realmente, ele é viciante e pode acabar atrapalhando os estudos justamente por ser muito prático. Ah, tem também o pincel da Derwent, lá no site deles, similar aos da Pentel e Koi. 🙂

Responder

heyitspatty - 20, maio 2015 às (19:13)

bah, como eu curto treinar caligrafia acho que poder ser uma compra interessante! *-*
vou dar uma pesquisada, ju! <3

beijocas

Responder

Duds Saldanha - 21, maio 2015 às (02:30)

Tô namorando esse pincel há um tempão 🙁 acho que chegou a hora HAHAHAHA

Responder

Michelli Buzogany Eboli - 21, maio 2015 às (11:12)

É… eu não sei… deve ser um bocado diferente de usar a água no gode e pans, mas ele me lembra a minha brush pen, que o reservatório já vem com a tinta. Amo ele pra escrever e fazer linhas =D

Responder

Lidiane Dutra - 21, maio 2015 às (12:01)

Problema semelhante ao da Priscilla: eu tenho o da Sakura, que vem no estojinho da Koi, e ele entope. A água simplesmente não passa para as cerdas e às vezes cria bolhas de ar na aquarela. Mas quando ele está de boas, é uma mão na roda para trabalhos rápidos. Fiquei receosa de comprar o da Pentel depois disso, é complicado investir num material que pode te abandonar a qualquer momento.

Responder

Wesley Vieira - 23, maio 2015 às (17:52)

Só complementando, também há pincéis como esses da Caran d´ache e da Derwent, que são marcas muuuito superiores, e o melhor, o preço é o mesmo.

Responder

Juliana Rabelo - 03, junho 2015 às (12:28)

HAHAHAHAHAHAHAHAH! Ai, Bia, ri muito com o múmia! ;'D
É bem bacana pra caligrafia mesmo, mas vê o que o pessoal falou nos outros comentários sobre o da Sakura! Parece que não foi só você que teve problema :~

Responder

Anônimo - 14, setembro 2015 às (23:02)

Comprei 3 de cerdas de espessuras diferentes estou gostando muito, ajuda para treinar caligrafia! :v
Uso ele até achar os pinceis específicos para aquarela. ^^

Responder

Thathá in Rockabilly - 27, outubro 2015 às (04:41)

Oi,Ju, eu descobri outro dia que na vdd o reservatorio nao precisa ir na torneirona, fazendo aquela molhadeira.. dá pra usar agua limpa de um copo como se fosse uma pipeta de agua! voce aperta o reservatorio vazio, coloca dentro do copo e solta… ele enche feito uma seringuinha.
Porém tem que encher ate a marquinha que tem na embalagem. Beijos, seu trabalho me ensinou muito sobre aquarela, apaixonei e colori-me! :*

Responder


Juliana - novembro 6th, 2015 às22:00 respondeu:

Olha só, que legal! Muito obrigada por compartilhar a dica, Thathá. Obrigada também pelo carinho! <3

Responder

Marcelo - 01, janeiro 2016 às (21:38)

O pincel é feito para colocar água e não água + tinta, depois não reclamem de entupimento.

Responder


Juliana - janeiro 6th, 2016 às10:51 respondeu:

Obrigada pela sua dica! 🙂

Responder


Thaís - fevereiro 22nd, 2016 às19:25 respondeu:

Ah, eu sei, inclusive disse isso no meu comentário abaixo. Mas vc há de convir comigo, Marcelo, que ainda que entupa a idéia da Juliana foi muito boa. E como esses pincéis são baratinhos, compensa ter mais de um, se vc for adotar a prática de colocar tinta com água …

Responder

Thaís - 22, fevereiro 2016 às (19:22)

Eu tenho o da Koi (se não me engano), e estou tão habituada aos pincéis e aquarelas “normais” que me esqueci dele até ler seu post … Gostei muito da sua proposta de encher o pincel de tinta mesmo — acredito que especialmente nanquim, para escrever e/ou finalizar — pois sempre usei com água limpa para passar por cima da aquarela bem concentrada e quase seca para “controlar” um pouco a mancha … agora vou fazer o teste!!! Obrigada pela idéia!

Responder


Juliana - março 10th, 2016 às15:47 respondeu:

Vários artistas utilizam esse pincel com nanquim, Thaís, inclusive aguado! 🙂 É uma maneira bem bacana e prática de utilizar a técnica.

Responder

gabi - 05, março 2016 às (13:50)

Adorei as dicas, muito obrigada!

Responder


Juliana - março 10th, 2016 às15:57 respondeu:

Imagina! Que bom que gostou! :~)

Responder

Curso de Aquarela

<div class="titulo curso-de-aquarela"><h6>Curso de Aquarela</h6></div>

Mora em Fortaleza e quer aprender aquarela? Eu ofereço turmas regulares no Estúdio Daniel Brandão. Clica aqui pra saber mais! ;)

Ju Rabelo na sua cidade!

<div class="titulo ju-rabelo-na-sua-cidade"><h6>Ju Rabelo na sua cidade!</h6></div>

Quer uma oficina de aquarela na sua cidade? Então clica aqui pra cadastrar seus dados! :)

Receba as atualizações no seu e-mail! Assine abaixo e fique sempre por dentro das novidades:


Juliana Rabelo • todos os direitos reservados © 2018 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por