Meu processo criativo - Juliana Rabelo
Visite o portfólio!

Pesquisar

Meu processo criativo

março 19, 2015 Falando de dicas

Há algum tempo, perguntei lá no instagram (@julianarabelo_art) se vocês tinham alguma dúvida ou curiosidade sobre meu processo criativo, e adorei saber das respostas de vocês 😀 No post de hoje, vou tirar algumas das dúvidas que vocês contaram, e tentar descrever direitinho como funciona o meu processo criativo
O processo criativo, a grosso modo, pode ser explicado como um conjunto de “etapas” que executamos até finalizarmos algo criativo, que pode ser uma ilustração (no meu caso), uma escrita, e mesmo a nova organização de um espaço da casa. É muito difícil dissecar em palavras algo que acontece de maneira tão rápida e espontânea, mas posso resumir todo esse turbilhão de ideias e pensamentos em alguns pontos cruciais.

1. A pesquisa
Pra mim, essa é a fase mais importante do processo, pois é daqui que surgem as referências, ideias e inspirações para as ilustrações. No post que dei dicas para encarar a folha em branco, sugeri alumas técnicas e métodos de pesquisa: o Pinterest e o We Heart It são meus bancos de imagens favoritos, e sempre corro pra lá quando estou totalmente sem ideias
O processo da pesquisa (assim como o processo criativo, em geral) é muito pessoal, e funciona de maneira diferente de acordo com suas vivências, crenças, visões de mundo e com o meio em que você vive. O que funciona pra mim é ficar dando scrolling eterno até encontrar algo que chame minha atenção e, quando encontro esse “algo”, analiso e procuro entender o por quê que aquilo me atraiu. A partir daí, as ramificações são infinitas 🙂

2. Passando a limpo
Depois que encontro a referência ideal (ou as referências ideais), corro pra passar a limpo todas as ideias; nesse momento, o sketchbook é meu fiel aliado – ele recebe toda a informação visual elementar, toda a maré de ideias que preciso registrar, primeiramente, para depois organizá-las até encontrar um formato que me agrade. 
Quando finalmente tomo uma decisão, é hora de elaborar um rascunho inicial, com todas as informações que vou precisar consultar quando for fazer o desenho definitivo, que vai receber a aquarela (ou outro material que der na telha). No rascunho, faço estudos de composições, luz e sombra, cores e de demais “componentes técnicos” do desenho.
E enfim, quando o rascunho fica exatamente como quero, passo esse desenho para o papel apropriado de acordo com a técnica que vou usar (geralmente, aquarela, e fiz um post mostrando meus papéis favoritos pra essa técnica). Comigo, sempre acontece de ter algumas diferenças entre o rascunho e o desenho final, assim como também acontece de eu mudar totalmente de ideia quando termino o desenho final!
3. Finalização
Quando o desenho fica pronto, chega a tão temida hora de colorir. Apesar de desenhar desde sempre, ainda hoje tenho aquele medo de colorir alguns desenhos; para amenizar essa angústia/indecisão, gosto de fazer estudos de cores ainda no rascunho, para testar diferentes combinações e paleta de cores.
Quando vou escolher as cores, tento pensar na mensagem que aquele desenho transmite por si só, e na mensagem que eu quero transmitir: calma ou desespero? Felicidade ou melancolia? Cada sentimento “pede” uma coloração diferente. Quando fico “travada” na escolha das cores, recorro ao círculo cromático e analiso possíveis esquemas de cores para harmonizar com a peça.
Com a paleta definida, é só aproveitar o momento e colorir sem medo 🙂

Quando finalizo a pintura, ainda há tempo de analisar se a peça ainda precisa de contornos ou adereços a mais. Depois, passo tudo pro computador (ensinei como nesse post) e mostro aqui pra vocês 🙂
Essa é a maneira como funciona meu processo criativo no mais das vezes! Nem sempre é tão bonitinho como está no post: algumas vezes pulo etapas ou deixo de fazer alguns dos itens, mas é mais ou menos isso! Se você leu até aqui, pode também gostar desse post em que a Lidy fala sobre coisas que atrapalham o processo criativo
Espero ter ajudado/inspirado vocês de alguma forma! 🙂
Se você tem alguma dúvida sobre esse assunto, me conta nos comentários! Se tem alguma dica para turbinar esse processo, compartilha aqui também! Sou todo ouvidos 🙂
Beijinhos,



Comente pelo Facebook

Ou comente por aqui:

CommentLuv badge

18 Respostas para "Meu processo criativo"

Flávia Santos - 19, março 2015 às (17:37)

Legal ver como funciona o seu processo Ju! O meu é infinitamente mais bagunçado rs Uma coisa que eu tenho tentado fazer é pensar melhor durante o rascunho e fazer o desenho final sem precisar ficar apagando uma centena de vezes.
*Mal posso esperar pela oficina ♥ *

Responder

Amanda Roosevelt - 19, março 2015 às (18:16)

Juuuu! Você tá cada vez melhor! Constantemente reparo na sua evolução notória, feliz carreira! <3
Espero que SP te inspire muito, sonho em ir pra inspirar o cheirinho da lojas de materiais daí, hehe.

Responder

Jess - 19, março 2015 às (18:19)

bacana Ju. acho esse processo de inspiração / rascunho / finalização sintetiza muito do que ocorre comigo também. ♥
adorei ler um pouco mais sobre o que tenho visto nos últimos dias.

Bjão

Responder

Wanila Goularte - 19, março 2015 às (19:00)

Continuo adorando aprender um pouco mais sobre as coisas que eu não entendo nada. ♥

http://www.yesshedoes.com.br

Responder

Jess Correa - 19, março 2015 às (19:16)

Amei o post! Bom saber como funciona o processo de outras pessoas.
Tenho uma pergunta não muito relacionada ao tema do post hehe,
Esse seu estojo de aquarela em pastilha (comprei um igual) na primeira vez que eu usei, já senti que fez um "buraquinho" obviamente não fundo na tinta, isso é normal?
Um beijo <3!

Responder

Camila Lacerda - 19, março 2015 às (22:00)

Ameeii conhecer mais sobre voce e sua arte *-*

Ficou muito bem explicado…

http://www.chaeamor.com

Responder

Fabiana Strehlow - 19, março 2015 às (23:54)

Maravilhoso aprender com você, Juliana!
Obrigada por compartilhar seus momentos.

Beijos!
http://fabi-expressoes.blogspot.com.br/

Responder

Tatiane Soares - 20, março 2015 às (00:43)

Que maravilhoso. É tão bom ler posts assim, mais um aprendizado 🙂
Obrigada <3

Responder

Camera water n dream - 20, março 2015 às (01:40)

Xuliana <3
Ainda continuo curiosa sobre o por quê dos passarinhos dentro do seu processo criativo, sua relação com eles etc… <3
;*

Responder

karlacibelletb - 20, março 2015 às (02:28)

uma das coisas que mais gosto no seu blog é a escrita, você escreve de um jeito que passa uma clareza e tranquilidade <3
aah, e faz um post ensinando a desenhar/pintar rosas, sou uma negação com rosas ):

Responder

Martha Balieiro Rodrigues - 20, março 2015 às (02:49)

Tb sempre vou no Pinterest em busca de inspiração!

Responder

Sharon Pires - 20, março 2015 às (04:10)

To apaixonada por sua arte. Tipo, apaixonada. Você e referência na minha vida hahaha! Tenho muita dificuldade com aquarela, e uso muito seus desenhos pra tentar aprender. Você é incrível <3

Responder

Lidiane Dutra - 20, março 2015 às (17:53)

Obrigada pela lembrança, chuchu ♥

Minha vida criativa antes e depois do Pinterest, melhor rede social já inventada. Eu curto usar o Paletton quando fico em dúvidas quanto a combinação de cores (http://paletton.com/).

Sempre um prazer ver os teus processos >.<

Beijokas :*

Responder

Débora Santhyago - 20, março 2015 às (21:07)

Oi Juliana, eu desenho muito, mas é só copias, até faço uns retratos realistas e tal, mas eu sempre quis criar, assim como você faz, mas a temida folha em branco e o tal do rascunho são etapas complicadas, essa sistematização que você fez abriu bastante a minha mente, continue postando, adoro suas ilustras.

Responder

Paola Fernandes - 20, março 2015 às (22:23)

Quem dera eu ter esse dom todo <3
Sexo, Fraldas e Rock'n Roll

Responder

Manu Vieira - 22, março 2015 às (13:41)

Que gracinha conhecer mais da sua criação Ju! Adorei ver outros desenhos em fase de produção e o cuidado que você tem com cada um deles <3

Responder

Mariana Cagnin - 22, outubro 2015 às (14:39)

Adorei conhecer seu processo! O caderninho é nosso aliado nessas horas, né? x)
Ah, você tem Pinterest? Eu acho legal porque dá pra guardar todas as refs que você usa e compartilhar com outras pessoas… bem legal =)

Responder


Juliana - novembro 6th, 2015 às22:05 respondeu:

Oi, Mary! Que feliz vê-la por aqui 🙂 Eu uso Pinterest, sim, e preciso me controlar pra não passar horas e horas por lá :~

Responder

Curso de Aquarela

<div class="titulo curso-de-aquarela"><h6>Curso de Aquarela</h6></div>

Mora em Fortaleza e quer aprender aquarela? Eu ofereço turmas regulares no Estúdio Daniel Brandão. Clica aqui pra saber mais! ;)

Ju Rabelo na sua cidade!

<div class="titulo ju-rabelo-na-sua-cidade"><h6>Ju Rabelo na sua cidade!</h6></div>

Quer uma oficina de aquarela na sua cidade? Então clica aqui pra cadastrar seus dados! :)

Receba as atualizações no seu e-mail! Assine abaixo e fique sempre por dentro das novidades:


Juliana Rabelo • todos os direitos reservados © 2018 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por