10 março 2015 arquivado em: Blog dicas

Quem já passou pela experiência de comprar materiais para aquarela já percebeu como é um investimento que dói no bolso; você chega a sentir dó de usar os materiais, e deseja que eles nunca se acabem. Bom, um dia eles vão mesmo acabar, mas nesse post, trago algumas dicas pra que o tempo de vida útil dos seus materiais renda consideravelmente 🙂

Conservando papéis

foi assim que trouxe meus papéis pra SP 🙂

– Guarde em saquinhos plásticos, ou em pastas plásticas com aquele sachêzinho de silica gel.

– Proteja do calor, da umidade, da poeira e do contato excessivo com as mãos. Quando for manusear a folha, pegue pelas pontinhas, com cuidado e delicadeza.
Os papéis para aquarela são extremamente sensíveis e capazes de absorver a sujeira do meio externo (incluindo suas mãos) como nenhum outro papel. Quando isso acontece, o papel fica engordurada, dificultando a penetração da água e da tinta. Para evitar que isso aconteça, as dicas acima são preciosas. 

Conservando aquarelas já finalizadas
Muitas pessoas me perguntam como faço pra que minhas aquarelas não envelheçam com o tempo, e o que faço é catalogá-las naquelas pastas com folhas de plástico, e as mantenho dentro de uma gaveta. Sei que há o verniz para aquarela, mas nunca testei; se eu tomar coragem pra testar, venho aqui e conto pra vocês; e se alguém já testou, pode me contar nos comentários se funciona mesmo 😀
Conservando pincéis

– Não use outras tintas que não aquarela com seus pincéis (de aquarela).
– Não deixe o cabo ficar de molho na água por muito tempo – com o inchaço, a película protetora do pincel pode “descascar”. Já aconteceu muito comigo, vide o segundo pincel da direita pra esquerda </3
– Certifique-se de ter removido toda a tinta das cerdas antes de guardar.
– Seque bem (e delicadamente!) antes de guardar.
– Evite esfregar as cerdas em superfícies ásperas, como aqueles limpadores de pincel. A melhor opção é usar os dedos, como se você estivesse removendo algum produto do seu cabelo.
– Guarde em um lugar que não ‘amasse’ ou deforme as cerdas de alguma maneira.
– Use goma arábica: além de preservar e hidratar as cerdas, ela é a responsável por deixar as cerdas durinhas 🙂 para usar o pincel novamente, é só remover a goma delicadamente dentro d’água.
Conservando tintas

– Não limpe o godê! Depois de secas, as tintas podem ser reaproveitadas se adicionar a elas um pouco de água.
– Uma vez que as tintas secarem no godê, basta cobri-lo com plástico ou com um paninho, pra evitar que a poeira entre e “pregue” na tinta.
– Guarde suas bisnagas em um lugar em que elas não fiquem dobradas ou amassadas.
– Feche bem as bisnagas, para que a tinta não resseque.
– Se tiver tinta em pastilha, proteja-as da poeira, da luz e do calor.
– Não exponha à luz solar, calor ou umidade excessivos.

A aquarela, como vocês podem perceber, requer cuidado e disciplina não só em sua técnica e execução, mas também no manuseio e conservação de seus materiais; é tudo muito delicado, e qualquer atitude mais abrupta ou desleixada pode levar tudo a perder.
Espero que o post tenha tirado algumas dúvidas e que ajude vocês a guardar direitinho esses materiais preciosos 🙂 Não esqueçam de conferir o índice de dicas com mais dicas (dã) e resenhas de materiais artísticos diversos.
Ainda ficou alguma dúvida? Você tem mais alguma dica de conservar os materiais de aquarela? Me conta aí nos comentários!
Beijos,  

PS: Quando fui pesquisar um link que explicasse a função da Silica Gel, acabei encontrando esse post que fala sobre várias funções bacanas do sachêzinho! Vale o clique 🙂

0
amaram

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 Comentários

Receba atualizações sobre cursos, eventos, atualizações no blog, novos produtos e promoçoes na lojinha direto na sua caixa de entrada! ps: sem spam, só amor <3
Receba atualizações sobre cursos, eventos, atualizações no blog, novos produtos e promoçoes na lojinha direto na sua caixa de entrada! ps: sem spam, só amor <3
Todas as imagens e conteúdos presentes neste site são de autoria de Juliana Rabelo, exceto quando sinalizadas.
Copyright © 2013 - 2019 Juliana Rabelo. Todos os direitos reservados