Meus marcadores - Juliana Rabelo
Visite o portfólio!

Pesquisar

Meus marcadores

fevereiro 24, 2015 Falando de Equipamentos

Quando perguntei no instagram (@julianarabelo_art) qual material vocês queriam ver na tag equipamentos desse mês, a resposta foi quase unânime: marcadores. Eu já tinha feito um post sobre os marcadores Tombow (clique aqui pra ler), e hoje resolvi mostrar pra vocês meus marcadores, além de dar algumas dicas de como usar. No final do post, tem um videozinho que fiz mostrando como eu pinto com Copics. Simbora!
Marcadores à base de água

Significa que a tinta é solúvel em água. Nessa categoria, eu tenho marcadores da Tombow (que apresentei melhor aqui) e da Koi – Sakura. Na minha opinião, os da Koi (cores à direita) têm mais pigmentação, e o pincel é mais firme. Se você prefere cores menos fortes, o ideal são os marcadores da Tombow. A cobertura dos dois é excelente.
Os marcadores Tombow têm duas pontas (uma cônica e outra tipo pincel), e os da Koi possuem apenas a ponta pincel.
Para fazer degradê, você precisa de marcadores de cores próximas. No exemplo acima, eu usei meus três tons de rosa. No primeiro exemplo, comecei com o marcador mais claro e fui acrescentando os mais escuros – um resultado bem marcado.
No exemplo mais abaixo, comecei com o marcador mais escuro e fui adicionando as cores mais claras por cima: o resultado fica mais suave. A Tombow dispõe de uma caneta que se chama blender, que serve exclusivamente para misturar as cores; eu não possuo o blender, então não posso dizer se funciona ou não :~
Uma coisa bacana sobre os marcadores à base de água é que, por terem essa composição, eles podem ser aquarelados 🙂 É só passar um pincel úmido por cima da tinta e ver a mágica acontecer.

Marcadores à base de álcool


Esses têm um cheiro bem forte de álcool, e não são solúveis em água. Nessa categoria, eu tenho marcadores das marcas Copic e Tria. Existem outras marcas como a Promarker e Magic Color (nacional), mas essas nunca testei. Vamos começar com as Copics.

Assim como a Tombow, a Copic tem duas pontas: a ponta tipo pincel e a tipo marcador de texto. Na imagem cima, vocês conseguem ver direitinho os ‘efeitos’ de cada uma. Eu gosto de colorir usando a ponta pincel, mas a ponta de marcador é bacana pra dar uns efeitos mais geométricos.
É muito mais fácil conseguir efeitos de degradê com as Copics! Usando um marcador de cor mais clarinha, já é possível conseguir vários tons só sobrepondo várias camadas de tinta. Com cores diferentes, o gradiente fica ainda mais bonito. Com as Copics, é tranquilo começar do escuro pro claro, mas no mais das vezes, prefiro fazer o movimento inverso.
Para facilitar a transição de cores, faça uma variação de pressão na mão: comece com mais pressão e vá diminuindo à medida que for finalizando a traçada. Com essa mesma variação, você consegue aquele “efeito caligráfico” da montagem mais acima. Experimente variar a força na mão e observe os resultados que você pode conseguir 🙂
Esse passo-a-passo fotografado pode explicar melhor o que quero dizer:
Uma curiosidade bacana sobre as Copics: o código dos marcadores indica as cores “principais” que fazem parte da cor que você tem. Nesse turquesa, cujo código é BG, B significa blue, e G, green. Quer dizer que, na cor turquesa, são misturadas uma quantidade de azul e outra de verde. 😀
Os marcadores TRIA me ganharam pela versatilidade: são três pontas! Uma em formato de pincel (mais fina que todas as outras marcas), outra em formato de marcador, e a última é uma ponta bem fininha ♥ A qualidade não é tão boa – a regulagem da tinta que sai na hora que você tá pintando é meio falha, e acaba saindo mais do que você precisa. De todos os marcadores, esses são os que menos uso, mas decidi mostrar mesmo assim, pra vocês saberem que eles existem 🙂
Resumo da ópera
pra você que não teve paciência de ler tudo, aqui vai um resumão das minhas impressões sobre os marcadores.


– Marcadores à base de água são mais difíceis de conseguir efeitos de luz e sombra e degradê, ou seja: a pintura fica com rastros do marcador; por outro lado, não precisam de folha especial (uma 40kg já resolve) para serem utilizados.
– Dos marcadores à base de álcool que já testei, as Copics são as minhas preferidas. Dá pra conseguir variação de tom usando uma só cor, e a pintura fica menos marcada. A desvantagem é que, mesmo usando um papel mais grosso (nesse post, usei papel pra aquarela do meu Moleskine), a tinta passa pro outro lado.
– Existe um tipo específico de papel para marcadores, e se chama bleedproof, que significa “à prova de sangramento”, ou seja: é um papel que não deixa a tinta passar pro verso.
Ilustradores que utilizam a técnica do marcador

Como eu não tenho muita afinidade com os marcadores, separei pra vocês alguns ilustradores que trabalham com eles com maestria 🙂 Confiram o trabalho da Luiza de Souza (Posca), do Vitor Martins (Tombow) e da Clau Cicala (Copics).
Onde comprar?

De todas essas marcas que citei no post, a Copic é a única que possui loja online própria aqui no Brasil (confira). Para comprar os demais, confira esse índice de lojas online e pesquise qual possui as melhores condições pra você 🙂
Bônus!
um vídeo com uma demonstração de como eu pinto com Copic 🙂


Fica difícil explicar com palavras e fotos como pintar com os marcadores, então gravei esse vídeo rapidinho pra mostrar como é o passo a passo do meu processo de pintura. Procurando no YouTube, você encontra pessoas bem mais habilidosas do que eu fazendo coisas inacreditáveis! O processo durou pouco mais que 10 minutos.
O post ficou bem longo, mas acredito que falei tudo que sei e aprendi sobre marcadores. Em um próximo post, posso falar sobre os marcadores permanentes e sobre como conservar seus marcadores. O que acham?
Espero que o post tenha sido útil pra vocês! Se tiver ficado alguma dúvida, deixa aqui nos comentários 🙂 E se você curtiu, não deixe de mostrar pros seus amigos, de compartilhar, dar joinha, se inscrever no canal e tudo mais. O apoio de vocês é fundamental pra que eu continue com meu trabalho ♥
Beijinhos!



Comente pelo Facebook

Ou comente por aqui:

CommentLuv badge

35 Respostas para "Meus marcadores"

Kah Souza - 24, fevereiro 2015 às (16:17)

Gente, eu não sabia que existiam tantos tipos de marcadores e que dava pra fazer coisas tão lindas com eles :O sério! hahahaha (nada entendedora dessa arte maravilhosa). Adorei seu post, Ju! Não sou da área (e não entendo nada, como voce pode perceber) mas fiquei com vontade de comprar um monte de marcadores e sair me aventurando por ai, hahahahaha.

Responder

bia reys - 24, fevereiro 2015 às (16:47)

Excelente post!! eu sou louca para por as mãos numa copic. há séculos namoro elas de longe. vejo cada trabalho um mais lindo que o outro que o povo do deviantart faz com elas… *_* mas são muito caras!!! D: Enfim, você percebeu que várias imagens do teu blog não estão aparecendo? Já notei que isso está acontecendo com vários outros blogs. :S acabei de ver uma notificação do blogger sobre modificações da politica de conteúdo. Talvez tenha a ver com isso. :/

http://www.blreys.com.br/

Responder

Emilli Rodrigues - 24, fevereiro 2015 às (17:01)

Que coisa mais linda gente *-*. Não sei colorir meus croquis nem com lápis de cor, imagine com marcadores kkkk. Parabéns por fazer artes tão lindas menina!

Responder

Luuh C. - 24, fevereiro 2015 às (17:21)

Ju, tô apaixonada cada vez mais pela sua arte e não sabia que você utilizava tantos marcadores diferentes e de várias formas. Amei ver nesse post como você pinta e trabalha com os marcadores e quais são suas funções e formas. Adorei o vídeo e você é uma grande artista, suas ilustrações são lindas e maravilhosas! Muito amor!! <333

21invernos.blogspot.com.br/

Responder

Isabella Pessoa - 24, fevereiro 2015 às (20:10)

Meninaaa!! E eu acabei de postar um vídeo com esse título >_< hsuahsuahsu
Muito bom, Ju! Aprendi um monte sobre lápis de cor com você, eu tinha muita dificuldade de usar. Obrigada pelos posts ótimos sempre! (vou lá mudar meu título kkk)

Responder

Adrielly Sato - 25, fevereiro 2015 às (00:19)

Faz um tempão que eu estou namorando essas canetas da Copic, para treinar caligrafia! Acho que seu post era o que faltava para eu me jogar de vez! hahah <3

Responder

Gabriel Moro - moreofmoro.com - 25, fevereiro 2015 às (01:22)

Ótimo post!!! 🙂 Obrigado! Aqui, quais Copics você recomenda? São tão caras.. Fico com medo de comprar uma que possa não valer a pena e deixar de lado…

Responder

Karyne - 25, fevereiro 2015 às (11:55)

To apaixonada e quero tudo!
O blog é lindo *-*

Blog do Sofá

Responder

Lidiane Dutra - 25, fevereiro 2015 às (12:37)

Adorei mexer com as Copics, acho que a caneta faz realmente tudo o que promete e a intensidade das cores é incrível. Quando eu terminar de pagar meu kit (viva o cartão lol) pretendo comprar umas cores avulsas. A Crayola tem uma linha chamada Super Tips que, apesar de ser infantil, tem uma gama incrível e é a base de água. Pra aguentar tudo, uso o papel Marker da Canson, que tem um ótimo custo-benefício 😀

Bjks

Responder

Teresa - 25, fevereiro 2015 às (13:25)

Excelente post, excelente vídeo… e eu me senti uma ignorante, nem sabia que poderia usar marcadores deste tipo para desenhos lindos assim… parabéns e obrigada por compartilhar.

Responder

Ana Chamilete - 25, fevereiro 2015 às (13:41)

Oi Ju, tudo bem?
Eu sou apaixonada por marcadores, só falta saber usar.
Faço faculdade de arquitetura, então já viu, sempre usamos essas coisas e tal.
Você podia fazer um post dando umas dicas pra quem quer começar aprender, aquelas diquinhas básicas que todo iniciante deve saber, o que acha?
Um beijão e até mais.

http://www.queridaga.com

Responder

Vitória Gomes - 25, fevereiro 2015 às (18:35)

Adorei o post, gosto muito dos marcadores, ainda quero comprar mais um para mim. O vídeo ficou muito bom, amo seu trabalho!
Bjos

Responder

Amanda - 26, fevereiro 2015 às (13:59)

Adorei o post Ju, tava querendo comprar umas poscas mas gostei de conhecer essas outras marcas.

Responder

Carla Nascimento - 26, fevereiro 2015 às (23:28)

Só tenho um Koi e um Tombow, acho eles maravilhosos, mas sou super medrosa para usá-los, não teve uma vez em que não caguei o desenho todo. Até tentei treinar lettering com eles, por enquanto ainda tá esquisito, hahaha.
Já comprei muitos magic color, que secam rápido demais para o meu gosto, e usei bantante na época do curso, são legais pra sobreposição. Confundem você totalmente na hora de escolher as cores, só dá pra saber a cor certa riscando no papel.

Fiquei besta com o vídeo, é pratica demais, adorei!

Responder

Gustavo De Oliveira Ribeiro - 27, fevereiro 2015 às (03:16)

Ju, eu não sei se você sabia, mas acho que você vai adorar isso! Dá para usar aquarela e Copics juntas! Da para sobrepor aquarela seca com marcadores a base de álcool, e fica muito legal! Tem dois artistas que eu conheço que trabalham com os dois juntos. A primeira é a Sakuems, ela é francesa e muito talentosa! Ela faz videos de desenho e processos a muito tempo. Video do processo dessa coisa linda *-* >>>>>> https://www.youtube.com/watch?v=5SobrcHWFcQ

Responder

Gustavo De Oliveira Ribeiro - 27, fevereiro 2015 às (03:20)

E o EmperPep, ele(ou ela, não tenho certeza -_-) ele muito talentoso(a) em fazer cenários, todos desenhos dele(a) são muito coloridos, detalhadas e fofos! Além de trabalhar com tradicional, ele(a) tem recentemente começado a fazer digital também. Deviant Dele(a) >>> http://emperpep.deviantart.com/

Responder

Juliana Rabelo - 27, fevereiro 2015 às (23:53)

Hahahahah! É muito bom escrever com eles, Kah! Se você comprar qualquer um deles, vai adorar ^^

Responder

Juliana Rabelo - 27, fevereiro 2015 às (23:54)

Que feliz que você gostou, Bia! 😀 As Copics são absurdas, mesmo! Essas comprei no exterior por menos de 3 euros, cada :~ aqui no Brasil é tenso.

Como assim minhas imagens tão sumindo? QQISSO SENHOR BLOGGER? :~~~~ Onde você viu isso? To nervousar

Responder

Juliana Rabelo - 27, fevereiro 2015 às (23:55)

Muito obrigada, Emilli! Na faculdade, muitos professores indicavam os maracdores pra colorir croquis, justamente por darem resultado mais rápido que outros materiais 😀

Responder

Juliana Rabelo - 27, fevereiro 2015 às (23:56)

Muito obrigada, Luuh! Na verdade, o que menos uso nas minhas ilustrações é marcador 😡 fiz o post só pra mostrar os que tenho e pra esclarecer as dúvidas do pessoal, mesmo :~ mas fico feliz que você tenha gostado! Beijão!

Responder

Juliana Rabelo - 27, fevereiro 2015 às (23:59)

GENTE QUE COINCIDÊNCIA!!
Quero ver seu video :~ porque tu mudou o nome, mulher? :~~~~~~~

Beijo!
(e brigada eu, por sempre vir aqui deixar um tico de amor pra mim ♥)

Responder

Juliana Rabelo - 28, fevereiro 2015 às (00:00)

Que bom te ver por aqui, Adri! ♥ Olha, de todos os marcadores que eu tenho, as Copics são minhas preferidas pra caligrafia! ♥ Acho que vale a pena comprar o kit de tons de cinza, ou qualquer um daqueles estojinhos com menos canetas. Depois me fala se você comprou mesmo! 😀

Responder

Juliana Rabelo - 28, fevereiro 2015 às (00:03)

Oi, Gabriel! Obrigada!
Olha, não sei qual te recomendar, porque só tenho as Ciao :S No site deles, tem mais informações sobre as propriedades de cada marcador, e aí você pode decidir qual se adequa melhor às suas necessidades. Mas de antemão, nunca ouvi ninguém dizer que comprou qualquer Copic e se arrependeu. vai com tudo! 🙂

Responder

Juliana Rabelo - 28, fevereiro 2015 às (00:03)

Que bom que gostou, Sofia! Obrigada! ♥

Responder

Juliana Rabelo - 28, fevereiro 2015 às (00:03)

Muito obrigada, Karyne! Fico feliz que tenha gostado!

Responder

Isabella Pessoa - 28, fevereiro 2015 às (00:06)

Foi muito engraçado! Eu fiquei concentrada um tempão editando o vídeo, deixei fazendo o upload e fui almoçar, quando voltei vi teu post no FB. Fiquei boba com a coincidência!! Rsrs
Eu comentaria em todas as postagens, Ju, mas fico com vergonha de estar floodando teus comentários #_#

Responder

Juliana Rabelo - 28, fevereiro 2015 às (00:12)

Olhaí! Obrigada pelas dicas, Lidy!
Apesar de não usar muito marcadores, as Copics são minhas preferidas. Pena que precisem de papel especial e que passem tanto pro outro lado :~
Beijinhos!

Responder

Juliana Rabelo - 28, fevereiro 2015 às (00:13)

Que feliz que gostou, Teresa! Não se sinta ignorante, se sinta maravilhada <3 ahahah! Beijos!

Responder

Juliana Rabelo - 28, fevereiro 2015 às (00:18)

Oi, Ana! Tudo bem, e você?
Entendo! Também usávamos muito na faculdade de moda.
Dicas pra aprender o que, flor?

Beijinhos!

Responder

Juliana Rabelo - 28, fevereiro 2015 às (00:18)

Muito obrigada, Vitória! Fico feliz que tenha gostado!

Responder

Juliana Rabelo - 28, fevereiro 2015 às (00:19)

Ai, Posca é tudo de bom! Mas é sempre bom ampliar os horizontes pra coisas novas, né? 😀 Que bom que ce curtiu o post! Fico feliz!

Responder

Juliana Rocha - 02, março 2015 às (21:34)

Juu, tudo bem? Então, uso as copics na faculdade pra ilustrar mais rápido os croquis, adoro a rapidez e a leveza que ela da no desenho. Uma dica linda e maravilhosa que minha professora deu pra nos, pra usar os marcadores a base de água (serve também pras canetinhas tipo escolar) é passar a caneta no fundo do godê, como se riscasse o godê.. Colocar um pouco de água e usa como se fosse aguada de aquarela, e o mais legal é que pode dar quantas camadas quiser, e se você fizer um desenho com lápis e passar a aguada por cima, é só passar borracha e sai o risco.. Espero que você goste da dica, usamos muito isso em ilustrações com grande quantidade a ser entregue e com pouco tempo pra fazer kkk, super custo e benefício, usamos muito marcador e aqui no Brasil é bem caro, aí pra sair mais em conta e não usar nossos marcadores milionários.. Usamos essa técnica.

Parabéns pelo trabalho incrível <333

Responder

Danilo - 24, março 2015 às (17:44)

Infelizmente (pela minha experiência) essas Tombow não são muito resistentes à luz =/
O pincel Koi é bastante difícil de deformar. Comprei um há pouco tempo para substituir um Copic (http://www.copic.com.br/loja/copic-multiliner-sp-bs-brush-small.html) e a diferença é grande; Vale o cash 😉

Responder

Gabrielli Voss - 14, janeiro 2016 às (04:38)

Oi Juliana, tudo bem? Menina, que talento hein? 🙂 parabéns. Encontrei teu blog pesquisando sobre as Tombow's. Comecei no mundo Lettering esta semana, comprei a preta sexta-feira, já começou a falhar muito a pontinha (só pra escrever fininho ou nos detalhes finais) e aí comprei ontem à 528 azul meio acinzentada. Mas não sei que papel usar, pois aqui em Floripa na única loja que achei meia dúzia de cores numa lojinha, as atendentes não entendem disso -mesmo uma sendo senhorinha, a dona do local, e a outra acho até que é uma vovó japonesa nata. Enfim, estou usando uns papéis fotográficos e umas sobras de cartazes, ambos bem lisos, mas o resultado não é lá tão bom. Não quis usar nada poroso pra não acabar com toda a tinta e ponta tão rapidamente afinal não sei como é a durabilidade, nem encontrei isso pesquisando muuuuuito no Google.

Li sobre as folhas Canson mas não sei ainda se a Aquarelle é a certa (pra escrita mesmo) ou a Layout, e qual a gramatura legal pra começar sem ser algo muito ruim também.
Tenho bastante rascunho mas realmente não tenho condições de acabar com essas canetas tão rápido como a preta já aparentou ficar ruim na ponta 🙁 estou rezando pra tinta pelo menos durar bastante, rs.

Espero também ter a sorte de conseguir umas amostras grátis ou encontrar algum artista que tenha abandonado o material e queira doar, haha, pois estou precisando me dedicar a algo que tire um tempinho exclusivamente como novo hobby, e apesar de ainda me achar péssima, gosto muito do que vejo e quero realmente aprender.

Você me ajuda?
Pinterest, Instagram e celular já estão lotados de imagens e vídeos sobre isso, meu noivo já está até ficando com ciuminho, AHAHAH

beijos

Responder


Juliana - janeiro 27th, 2016 às18:34 respondeu:

Oi, Gabrielli! Muito obrigada pelo carinho ♥

Olha só, eu não sou muito experiente com lettering, mas gosto de usar os papéis lisinhos (Bristol, Offset e Couchê). Os papéis porosos, como você disse, vão absorver muito da tinta e sua caneta vai acabar rapidinho 🙁 Esses papéis que citei são baratinhos, vai dar pra você comprar um monte sem gastar muito dinheiro :~) Tomara que dê tudo certo.

Um abraço! :~)

Responder

Curso de Aquarela

<div class="titulo curso-de-aquarela"><h6>Curso de Aquarela</h6></div>

Mora em Fortaleza e quer aprender aquarela? Eu ofereço turmas regulares no Estúdio Daniel Brandão. Clica aqui pra saber mais! ;)

Ju Rabelo na sua cidade!

<div class="titulo ju-rabelo-na-sua-cidade"><h6>Ju Rabelo na sua cidade!</h6></div>

Quer uma oficina de aquarela na sua cidade? Então clica aqui pra cadastrar seus dados! :)

Receba as atualizações no seu e-mail! Assine abaixo e fique sempre por dentro das novidades:


Juliana Rabelo • todos os direitos reservados © 2018 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por