20 janeiro 2015 arquivado em: Blog

Eu nunca fiz resenha de livros aqui pro blog, e nem tenho a pretensão de que esse post seja uma. Mas sabe quando você descobre uma coisa tão incrível, que você tem vontade de mostrar pra todo mundo que você conhece? Foi exatamente assim que eu me senti quando terminei de ler Contos Rabiscados para Corações Maltrapilhos, de autoria da Luiza Souza, publicado pela editora Tribo. 
Conheci a Luiza no [DES]enquadradas, em 2014, e de cara já gostei dela; não precisou de muito tempo pra gente já estar conversando e trocando desenhos na feirinha de impressos. E aí a Lu tava vendendo o livro dela, e eu comprei, confesso, sem esperar que o livro mexesse comigo do jeito que mexeu.

Contos rabiscados para corações maltrapilhos é uma compilação de dez contos ilustrados (também por ela!) que falam sobre o amor em suas mais diversas manifestações. Não é um livro de mimimi, nenhum conto é água-com-açúcar, nenhuma história é impossível; pelo contrário, as histórias são muito reais, e é impossível você não se sentir na pele de nenhum personagem.

Em uma linguagem acessível, sem enfeites, espontânea e por vezes bem engraçada, o livro aborda casos de amor bem cotidianos, platônicos ou não. Fala sobre a timidez, sobre chutar o balde, sobre arrependimento, fala sobre o amor entre duas pessoas que são totalmente diferentes, sobre o amor entre uma menina na janela e um transeunte qualquer, sobre duas pessoas que frequentam a padaria no mesmo horário, mas nunca têm coragem de se falar…

E fala sobre as relações do amor nos tempos atuais, nesse momento em que parece errado se apegar, nesse contexto de medo de se prender, de se entregar. Fala sobre a nossa pequenez diante das coisas, de como o mesmo amor que deixa a gente completo, pode fazer a gente se sentir um completo idiota.

É o típico livro que te causa arrepios e nó na garganta. Aquele que enfia o dedo na sua ferida mais profunda, que te dá uma rasteira, um soco na cara, mas que te dá esperança. Em vários momentos, senti que era a própria Luiza escrevendo pra mim; em outros, pensei: parece que eu escrevi esse texto

Falar de amor é sempre difícil, falar de histórias de amor fracassadas é mais difícil ainda. Mas a Luiza consegue fazer isso com maestria, beliscando e dando carinho, batendo e abraçando, sempre nessa ordem. É um livro que diz: “bem feito! Eu avisei!”, e depois diz: “agora vai lá e junta cada pedacinho desse coração”Quem nunca sofreu por amor? Quem nunca teve um coração partido? Esse é um livro pra todos nós.

Você pode ler o que outras pessoas falaram sobre o livro, fotos e notas da própria Lu no Tumblr! Se você se interessou pelo livro (como não?), dá pra comprar clicando aqui. Dá pra conhecer mais do trabalho da Luiza com ilustrações e quadrinhos aqui e aqui.
Foi uma das melhores leituras de 2014, e eu recomendo fortemente esse livro. ♥
Espero que vocês tenham curtido conhecer esse livro, porque eu amei mostrá-lo pra vocês :~) Não sou muito boa com resenhas de livros, mas fiz tudo de coração.
Me contem o que vocês acharam (inclusive se gostariam de ver mais posts assim) aí nos comentários, viu?
Beijinhos!
0
amaram
    Aquarela: o jeito fácil
    The Watercolour Artist’s Handbook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 Comentários

Receba atualizações sobre cursos, eventos, atualizações no blog, novos produtos e promoçoes na lojinha direto na sua caixa de entrada! ps: sem spam, só amor <3
Receba atualizações sobre cursos, eventos, atualizações no blog, novos produtos e promoçoes na lojinha direto na sua caixa de entrada! ps: sem spam, só amor <3
Todas as imagens e conteúdos presentes neste site são de autoria de Juliana Rabelo, exceto quando sinalizadas.
Copyright © 2013 - 2020 Juliana Rabelo. Todos os direitos reservados