18 agosto 2019 arquivado em: Blog

Olá! 🙂 Eu estava devendo esse post aqui pro blog desde quando fiz o primeiro nesse tema, ensinando a pintar pele branca e pele negra com lápis de cor. Eu precisava de tempo pra sintetizar as minhas tentativas e estudos e fazer algo bem prático e informativo pra vocês, e o dia finalmente chegou! Vamo nessa? 🙂

Tons de pele em aquarela - Juliana Rabelo

♥ 1 – MARROM COMO BASE

Esse é o jeito mais fácil: o próprio marrom, se você usar bem aguado, já quebra o galho de um tom de pele, né? Abaixo, eu escolhi três para usar nesse post: Burnt Sienna, Burnt Umber e o Brown, da Pentel.

Agora olha como os resultados ficam mais interessantes se você misturar cada um dos marrons com essas cores que tão do lado esquerdo:

Quanto menos água você colocar na mistura, mais forte vai ficar sua cor – a primeira linha das misturas de cores no esquema acima, então, seria a ideal para representar diversos tons de pele negra!

Nas misturas com as cores avermelhadas e laranjas, conseguimos tons de pele mais quentes, com esse aspecto bronzeado; usando o tom mais claro (ou seja, colocando mais água na mistura) de cada uma dessas misturas, temos ótimas variações de tons de pele branca.

DICA: Uma mesma mistura de cores é capaz de te oferecer cores para pele negra e branca – variando apenas a quantidade de água da mistura! Veja a mistura do Burnt Umber + Permanent Red Light, por exemplo! 😉

Percebe como a gente consegue tons de pele mais escuros e profundos quando misturamos os marrons com azuis? Mas atenção: nessa mistura, os tons mais claros tendem a ficar acinzentados, e você não conhece nenhuma pessoa que tenha um tom de pele nessas cores, né? 😂

♥ 2 – CORES COMPLEMENTARES

Olha só o que acontece quando a gente vai misturando laranja + azul, e verde + vermelho: as cores vão perdendo saturação até atingirem os tons neutros – dependendo da dupla que você mistura, podem surgir marrons, cinzas, e até mesmo os dois!

A partir das cores obtidas, você pode variar a quantidade de água na mistura para conseguir tons mais claros ou mais escuros.

Dicas finais

– você não precisa ter as cores iguais às que eu usei no post pra conseguir fazer bons tons de pele: procura as mais parecidas dentre as que você já tem em casa.

– não tenha medo de acrescentar pigmento e trabalhar com a tinta um pouco mais densa! 🙂

– encontrou um tom de pele maravilhoso? anote as cores que você usou na mistura, pra poder reproduzir novamente!

Gostou desse post? Ele foi útil pra você? Pois não deixa de compartilhar nas suas redes sociais, de mostrar pras amizades e de deixar seu ♥ aqui embaixo, tá bom? 😀 Se você fizer algum dos exercícios, me marca lá no instagram, pra eu ver, morrer de orgulho e divulgar <3

6
amaram
    Meus pincéis favoritos (aquarela e guache)
    Aquarelas Pestilento

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba atualizações sobre cursos, eventos, atualizações no blog, novos produtos e promoçoes na lojinha direto na sua caixa de entrada! ps: sem spam, só amor <3
Receba atualizações sobre cursos, eventos, atualizações no blog, novos produtos e promoçoes na lojinha direto na sua caixa de entrada! ps: sem spam, só amor <3
Todas as imagens e conteúdos presentes neste site são de autoria de Juliana Rabelo, exceto quando sinalizadas.
Copyright © 2013 - 2019 Juliana Rabelo. Todos os direitos reservados