16 março 2020 arquivado em: Blog materiais
Você já ouvu falar em aquarela de bolso? Quem pinta com aquarela já deve ter percebido o quanto de material precisamos para pintar: papéis, tintas, godê, água, paninho… É um volume considerável. Nesse post, compartilho com vocês alguns achados bacanas para aquarelar em qualquer lugar, sem precisar levar uma mala cheia de materiais!
1. Papel

Sempre gosto de começar pelo papel, porque acho que ele tem uma importância enorme no resultado final da sua aquarela. A melhor maneira de carregar papéis para aquarela é unindo-os em um sketchbook, e vou compartilhar com vocês alguns dos que já utilizei e recomendo. Se você ficou curioso e gostaria de saber mais sobre papéis para aquarela, sugiro que dê uma olhada nesse post, onde listei meus favoritos 🙂

Moleskine

Antigamente, não tinha o costume de usar sketchbooks, mas desde que ganhei esse Moleskine, muitas coisas mudaram. Não só por ter vindo de uma pessoa muito especial pra mim (e por isso já trazer um monte de significado), mas também por se ter um caderninho de registros dos seus experimentos, das suas loucuras, dos seus erros e acertos. Esse Moleskine é próprio para o uso de aquarela, devido ao aspecto químico e físico do papel: 200g/m² e cold-pressed (prensado à frio), e dá pra usar os dois lados da folha.

A qualidade da folha é bem bacaninha. Dá pra encontrar em tamanhos variados; eu ganhei de presente o menorzinho (14 x 9cm) e o maior (21 x 13cm).

Mais abaixo, eu mostro pra vocês outras opções de caderninhos para aquarela, de excelente qualidade e o melhor: feitos à mão ♥

  1. Miolito – marca maravilhosa e super confiável de caderninhos e papelaria artesana de Curitiba, também tem sketchbooks para aquarela! Sou usuária e fã dos caderninhos deles há muuuuito tempo – você deve lembrar do que falei nesse post.
  2. O ateliê girassol – Marca autoral aqui, de Fortaleza, que trabalha o manual em criações que exploram papéis de várias fibras diferentes, sementes e processos artesanais de impressão.
2. Aquarelas

A melhor maneira de levar suas aquarelas para onde quiser é optando pelas versões em pastilha, pois são mais práticas e ocupam menos espaço que as aquarelas em bisnaga. Muitas marcas oferecem opções de estojos de aquarela em pastilha: já mostrei pra vocês o da Pébéo, e também existe o de marcas superiores como a Winsor&Newton, Van Gogh, Lukas e Schminke.

Na minha opinião, esse estojinho da Winsor&Newton (Cotman) é uma ótima pedida: vem com 12 aquarelas em pastilha, um pincel compacto e um mini godê (na tampa). O bacana é que você pode substituir as cores do estojo por outras que preferir (eu troquei o branco por um sépia, comprado à parte), e ainda repor a tinta quando acabar (aqui, recomendo fazer isso acrescentando a tinta diretamente da bisnaga).

Recentemente ganhei um estojo de aquarela em pastilha da Van Gogh igual a esse aqui, e tô surpresa com a qualidade e a escolha dos pigmentos! Vou ficar devendo uma resenha bem completinha dele – atualizo esse post assim que cumprir minha promessa 😉

Sem grana para investir em um estojo já pronto? Sem problemas: você pode montar o seu! Muitas pessoas perguntam dessa latinha no instagram, e foi extremamente simples: comprei a latinha em alguma loja na Liberdade, quando estava em São Paulo, e…

…comprei as pastilhas que me interessavam 🙂 As que vocês estão vendo são Lukas Red (da Lukas), Permanent Magenta (Winsor&Newton), Genuine Rose (Lukas), Cerulean Blue (Lukas), Dioxazine (Lukas) e Indigo (Winsor&Newton).

Hey! Meus leitores e alunxs têm desconto em compras no site da Lukas! Insira  cupom JURA5 para 5% de desconto na primeira compra, e JURABELO para 2,5% de desconto nas próximas compras.

Depois, colei com uma fita adesiva bem resistente, e pronto 🙂 Estava pronto pra uso. Uma boa dica é fazer essa “colinha” com as cores e seus nomes, pra você sempre saber como cada cor fica no papel.

Você pode, ainda, comprar um godê portátil e transformá-lo em estojo de aquarela. Esse, comprei na Casa do Artista, quando estava em SP, e foi uma das aquisições mais úteis da vida inteira. É baratinho, e você pode preencher cada cavidade menor com as tintas em bisnaga que você já tem em casa, e usar os espaços maiores pra espalhar tinta.

3. Pincéis

 
Esse é um pincel com reservatório, da marca Pentel. Falei profundamente sobre ele, apresentei vantagens e desvantagens e dei dicas de uso nesse post, mas basicamente, sua maior vantagem é o fato de você poder levar água dentro dele e, por consequência, você não precisa lavar as cerdas para trocar de tinta, pois a água escorre e faz isso por você. Recomendo fortemente o post que citei neste parágrafo e, principalmente a leitura dos comentários dos leitores falando sobre suas experiências com os pincéis.

Ufa! O post ficou bem longo, mas espero que tenha ficado bem completo, e que tenha sido bem útil pra vocês 🙂 Se você se interessou por alguns desses materiais, sugiro o post com a relação de lojas de materiais artísticos online, pra você pesquisar e analisar qual atende melhor suas necessidades.

como a aquarela, eu sou transparente: ao comprar os produtos pelos links desse post, eu recebo uma pequena comissão, e assim você apoia meu trabalho e me incentiva a compartilhar cada vez mais conteúdo gratuito & de qualidade por aqui! 🙂

Se você curtiu o post, não deixe de compartilhá-lo nas redes sociais e deixar um comentário: assim, você me motiva a produzir mais e divulga meu trabalho 🙂

Um beijo,

1
amaram

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

32 Comentários

Receba atualizações sobre cursos, eventos, atualizações no blog, novos produtos e promoçoes na lojinha direto na sua caixa de entrada! ps: sem spam, só amor <3
Receba atualizações sobre cursos, eventos, atualizações no blog, novos produtos e promoçoes na lojinha direto na sua caixa de entrada! ps: sem spam, só amor <3
Todas as imagens e conteúdos presentes neste site são de autoria de Juliana Rabelo, exceto quando sinalizadas.
Copyright © 2013 - 2019 Juliana Rabelo. Todos os direitos reservados